Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

«A dor ocasionada pela perda de um ente querido é um estado que nenhum de nós conhece antes de termos passado por isso. Temos a expectativa (e sabemos) que alguém próximo de nós pode morrer, mas não conseguimos enxergar além dos poucos dias ou semanas imediatamente subseqüentes a uma tal morte imaginada. Equivocamo-nos até quanto à natureza desses poucos dias ou semanas. Imaginamos que, se a morte for súbita, sentiremos um choque. Não esperamos que esse choque seja aniquilador, causando uma desestabilização, tanto para o corpo quanto para a mente. Imaginamos que vamos ficar prostrados, inconsoláveis, loucos com a perda. Não imaginamos que vamos ficar literalmente malucos, tipo “clientes equilibradas que acreditam que o marido delas vai voltar e vai precisar dos sapatos dele”.»

 

De Quarta a Domingo, no TNSJ, até 31 de Janeiro.

(À Quinta-feira é mais barato, 50%.)



publicado por Brunhild às 11:35 | link do post

De bilhetes à borla a 21 de Janeiro de 2010 às 12:42
vou tentar!!!


De Mª dos Prazeres, Santa Comba Dão a 21 de Janeiro de 2010 às 14:41
Isso era bonito Tonecas...Mas tudo em prol da ciência, para mim seria quase como uma formação essa peça!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
cavalgadas recentes

Álbum: raízes

hold on to your dream

O efeito Gabriela

Cindafuckin'rella, precis...

Sonata de Outono

Olá!

...

paradoxos, incongruências...

espreitar

não gosto

ás vezes

O supremo verbo da humani...

as coisas que eu ouço

e esse Natal, como foi ?

Albúm de fotografias

reencarnação deferida

retratos da vida a 2

Toc Toc ?

leva-me aos fados

in a dark place #1

comentários recentes
A perda não foi minha. Esta, pelo menos. Mas um di...
Vive-se segurando a dor na dor dos outros. Tentand...
ah pois é! :)
ahhhh... a bela juventude!!! :P
e tu achas que eu não penso nisso? tenho mais medo...
porque alguém - Walt Disney?! - nos disse que para...
a ver por algumas parideiras que por aí e por aqui...
sim, se assim não fosse a humanidade não existia. ...
Maria, obrigada por leres o nosso blog. Beijinhos
Qual é o supremo verbo da humanidade, parir?!...Se...
outras cavalgadas
cavalgadas arquivadas
subscrever feeds