Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

Quem me conhece, ou me acompanha há mais tempo, sabe que o meu compositor de eleição é (Gustav) Mahler.

 

Descobri Mahler pela Antena2, com Kindertotenlieder.

Aquela música entrou-me directamente pelos poros e eu fiquei imediatamente rendida.

Já não me recordo com precisão, mas hei-de dizer que nesse mesmo dia me dirigi à Fnac para comprar uma gravação desse lied. Adiante.

 

Vocês também já sabem como eu sou quando me apaixono, gosto de saber tudo o que me é permitido descobrir sobre a pessoa (ou sobre o assunto).

Depois de Kindertotenlieder, descobri Das Lied von der Erde (talvez a minha peça preferida de Mahler. no entanto, sem certezas.). Passei às sinfonias, e quando cheguei à segunda, Ressurreição, também eu renasci. Nunca tinha escutado nada assim. Qual nona de Beethoven! (por favor, não me espanquem pela minha ousadia). O quarto andamento da segunda sinfonia, Urlich, é das coisas mais bonitas que já escutei. E depois, la pièce de resistance, o adagietto. Aqui sim!, não há nada mais bonito, mais emocionante. Gosto tanto, mas tanto do adagietto de Mahler, que se o escutar duas vezes por ano, é muito.

 

Depois da obra, descobri a vida de Mahler. E, a par disso, descobri Mahler em si, ou seja, a pessoa por trás do compositor. Um sonhador muito inseguro de si e uma vida muito difícil, pautada pela dor da perda.

O ciclo fechou-se e ele foi declarado o meu compositor preferido. Algo de muito inédito em mim, porque raramente tenho certezas suficientes para nomear algo, ou alguém, como meu preferido.

Sigamos.

 

Pois bem, no ano em que o meu pintor de eleição há anos1 - Claude Monet - conheceu o seu rival - Edward Hopper - , com quem partilha o primeiro lugar do pódio, em ex aequo, Mahler conhece também o seu: Shcumann.

 

Estou apaixonada por Schumann.

Tudo começou nos primeiros acordes da sua Missa (op. 147), que é espantosamente arrebatadora e contida, ao mesmo tempo. Só grandes génios o conseguiriam.

 

Ao ler sobre a sua vida, e sobre a sua personalidade, soube da sua história de amor com Clara. Por quem ele teve de lutar vários anos. Uma história bonita. Real. Um grande homem, portanto. Com fim trágico. Enfim, não vos posso contar tudo.

 

Curiosamente, em Cartas de Amor de Grandes Homens e em Cartas de Amor de Grandes Mulheres, constam algumas das cartas trocadas por eles.

É bonito!...

 

É bonito porque, ao contrário de muitos destes grandes compositores - quase sempre mentes conturbadas. Shumann inclusive -  que pregam o lirismo na suas obras, mas que, na vida real, são personalidadezinhas mesquinhas (Ouviste, Beethoven?!2...), a música de Schumann é real, Schumann é real. Ou poderia ser. E isso permite-me acreditar nela.

 

 

 

 

 

1 "pintor de eleição" e "compositor preferido", são coisas totalmente diferentes. pelo menos, para mim.

2 Fui injusta e já me arrependi. Não é assim tão linear. Beethoven ganhou fama de ter mau feitio.Porque tinha uma personalidade muito forte, cheia de si, altos ideais pelos quais se regia, fortes convicções, não sendo fácil o convívio com ele.

 



publicado por Brunhild às 13:03 | link do post | comentar

mais sobre mim
cavalgadas recentes

Álbum: raízes

hold on to your dream

O efeito Gabriela

Cindafuckin'rella, precis...

Sonata de Outono

Olá!

...

paradoxos, incongruências...

espreitar

não gosto

ás vezes

O supremo verbo da humani...

as coisas que eu ouço

e esse Natal, como foi ?

Albúm de fotografias

reencarnação deferida

retratos da vida a 2

Toc Toc ?

leva-me aos fados

in a dark place #1

comentários recentes
A perda não foi minha. Esta, pelo menos. Mas um di...
Vive-se segurando a dor na dor dos outros. Tentand...
ah pois é! :)
ahhhh... a bela juventude!!! :P
e tu achas que eu não penso nisso? tenho mais medo...
porque alguém - Walt Disney?! - nos disse que para...
a ver por algumas parideiras que por aí e por aqui...
sim, se assim não fosse a humanidade não existia. ...
Maria, obrigada por leres o nosso blog. Beijinhos
Qual é o supremo verbo da humanidade, parir?!...Se...
outras cavalgadas
cavalgadas arquivadas
subscrever feeds