Quinta-feira, 4 de Março de 2010

Ás vezes sinto-me uma bola de bowling que deita todos pinos abaixo logo no primeiro arremesso.

 

Está um grupo de pessoas a discutir um assunto que agora não interessa nada. Nisto, chego eu, dou umas gargalhadas e desmistifico a coisa. Assim  preto no branco. Foi virtual, mas fiquei com a sensação dos olhares indignados e fiquei à espera que alguém me contrariasse para então começar a festa. Acho que saíram todos de mansinho. Deixaram-me sozinha. E penso, és tão brutinha Maria Ortlinde!

 

Devo ter embrutecido ao longo dos anos, porque em criança era precisamente o contrário, todos queriam brincar comigo.

 

Há uns tempos disseram-me "eh pá, falas de uma forma que ás vezes, esqueço-me que és mulher". Tinha acabado de me contar coisas de rapazes, coisas terríveis e eu sempre de ar muito sério, como se aquilo fosse o meu dia-a-dia, "não, não, continua, estás a ir bem".

 

Foram anos a ouvir histórias e pensamentos de rapazes, apanhei-lhes o raciocínio, o jeito, o discurso pouco feminino e como eles, não compreendo as mulheres.

 

Só me faltam crescer os pêlos no peito!

 

 

 

 



publicado por Ortlinde às 12:07 | link do post | comentar

2 comentários:
De Brunhild a 4 de Março de 2010 às 13:16
Como te compreendo!... :)

É contranatura uma mulher ter ideias próprias e opiniões. Principalmente em países latinos, onde impera o machismo (mesmo que camuflado). Por vezes, até às outras mulheres faz confusão.

Mulheres assim são imediatamente rotuladas de "masculinas". Quando me dizem isso, eu encaro como um elogio.
É só para quem aguenta! :)
Nem todas as pessoas têm unhas para conduzir Ferraris ...


De Brunhild a 4 de Março de 2010 às 13:25
AHAHAHAAHAHAH

Por acaso essa discussão é a mesma na qual me embrenhei antes de ontem?! lol
Ainda dura??? Eu diverti-me tanto com ela!...


Comentar post

mais sobre mim
cavalgadas recentes

Álbum: raízes

hold on to your dream

O efeito Gabriela

Cindafuckin'rella, precis...

Sonata de Outono

Olá!

...

paradoxos, incongruências...

espreitar

não gosto

ás vezes

O supremo verbo da humani...

as coisas que eu ouço

e esse Natal, como foi ?

Albúm de fotografias

reencarnação deferida

retratos da vida a 2

Toc Toc ?

leva-me aos fados

in a dark place #1

comentários recentes
A perda não foi minha. Esta, pelo menos. Mas um di...
Vive-se segurando a dor na dor dos outros. Tentand...
ah pois é! :)
ahhhh... a bela juventude!!! :P
e tu achas que eu não penso nisso? tenho mais medo...
porque alguém - Walt Disney?! - nos disse que para...
a ver por algumas parideiras que por aí e por aqui...
sim, se assim não fosse a humanidade não existia. ...
Maria, obrigada por leres o nosso blog. Beijinhos
Qual é o supremo verbo da humanidade, parir?!...Se...
outras cavalgadas
cavalgadas arquivadas
subscrever feeds