Quinta-feira, 18 de Março de 2010

"Para se exprimir, a Beleza busca uma forma e trabalha-a do seu interior (não se sabe se antes ou depois, ou antes e depois, talvez) e absorve-a, conferindo-lhe tão grande esplendor que nos atrai, mas, por outro lado, nos impede de tocar, sob pena de se ausentar. E então a nossa vida perde sentido, qualidade e até se degrada, na privação dessa chamada à contemplação. E a fruição quando o atrevimento se não contém e o desejo insiste em dominá-la ou possui-la, afasta-a do nosso caminho ou se desvanece.

O nosso tempo não é propriamente muito favorável a uma compreensão ou busca da beleza, Porque se tornou demasiado interessado e interesseiro. Por isso, tornou se incapaz de avaliá-la, a não ser por critérios de cupidez e de auto afirmação que nunca permitiriam qualquer harmoniosa aproximação substanciosa e transformadora que, no caso, sempre requer apreensão (renúncia) e assombro (fascínio).

Assim, se enganam aqueles que, por hipótese, não tendo gozado de uma qualquer favorável oportunidade ou não a tendo avistado, pelo menos de longe ou fugazmente, nunca chegaram a qualquer experimentação (contacto episódico) ou experiência profunda (íntima) da beleza, com todas as suas consequências inerentes de gozo ou sofrimento. Só lhes restará o desconsolo efémero e envenenado de produtos ou sugestões exteriores (tentações) de beleza e, por aí, se perderão sem remédio, na busca do tão sugerido tesouro."

Introdução ao Relatório de Actividades e Relatório de Contas 2009 do CSCP, escrito pelo Pe. Amorim

(Não se surpreendam!...Eu já estou habituada. Na minha vida as coisas encadeiam-se assim.)

 

 

E depois li o relatório de contas. De fio a pavio, convictamente. E de sapatilhas.

Só me engasguei duas vezes, sem chegar a corar. E ousei! Usei três palavras minhas, inteirinhas. De improviso.

Quando, por fim, desviei os meus olhos do papel, outros brilhavam em minha direcção. Alguns sorriam. Eu, minguei. E aquele silêncio durou horas.

Porque não olhavam para os gráficos, contas e notas ao Balanço e Demonstração de Resultados, que tanto trabalho deram a preparar?

 

A explicação chegou na despedida: ouvir falar de contas nesse tom melodioso até dá gozo.

 

Eu respondo... fazer contas com pessoas assim é um gozo.

 



publicado por Brunhild às 16:01 | link do post | comentar

mais sobre mim
cavalgadas recentes

Álbum: raízes

hold on to your dream

O efeito Gabriela

Cindafuckin'rella, precis...

Sonata de Outono

Olá!

...

paradoxos, incongruências...

espreitar

não gosto

ás vezes

O supremo verbo da humani...

as coisas que eu ouço

e esse Natal, como foi ?

Albúm de fotografias

reencarnação deferida

retratos da vida a 2

Toc Toc ?

leva-me aos fados

in a dark place #1

comentários recentes
A perda não foi minha. Esta, pelo menos. Mas um di...
Vive-se segurando a dor na dor dos outros. Tentand...
ah pois é! :)
ahhhh... a bela juventude!!! :P
e tu achas que eu não penso nisso? tenho mais medo...
porque alguém - Walt Disney?! - nos disse que para...
a ver por algumas parideiras que por aí e por aqui...
sim, se assim não fosse a humanidade não existia. ...
Maria, obrigada por leres o nosso blog. Beijinhos
Qual é o supremo verbo da humanidade, parir?!...Se...
outras cavalgadas
cavalgadas arquivadas
subscrever feeds