Quinta-feira, 29 de Abril de 2010

Sociedades de privacidade e desresponsabilização



publicado por Brunhild às 13:55 | link do post | comentar

2 comentários:
De rita maria a 29 de Abril de 2010 às 14:12
Achei o post muito fraquinho, ainda por cima se é de um blog sobre filosofia..."infantil" acaso é conceito? E "se acham isto só podem ser infantis" argumento inteligente? E depois, todo o texto parte do princípio de que a pessoa faz aquilo que quer fazer (talvez metade da populaçao), tem essa actividade como profissao e continuará nela (cada vez mais raro nos dias de hoje) e tem poder para mudar a forma como trabalha e como esse trabalho está organizado (esse senhor já esteve num call center? e numa linha de produçao? e a cavar batatas?).

O refúgio na vida privada (e o contrário do privado nao e só o trabalho, também há a discussao pública, a política, para alguns a Igreja, etc, mas isso estragava a dicotomia, nao é?) é clássico de sociedades onde as pessoas sentem que nao podem decidir a forma como as coisas sao organizadas e é por exemplo muito claro nas ditaduras, tanto fascistas como comunistas: as pessoas deixam a esfera pública e dedicam-se por vezes com o dobro do esmero à família, à casa, eventualmente à casa de campo.


De Brunhild a 29 de Abril de 2010 às 16:17
:)

Penso que o Desidério não pretendia ir tão longe com este texto. Ele (só) questiona o facto das pessoas passarem a vida a queixarem-se (ou a criticarem) e nada fazerem para mudar. Ou seja, adoptar uma atitude infantil perante a vida (neste caso, profissional), descartando a responsabilidade que têm (ou a obrigação?!) de agirem para que as coisas, que de tanto se queixam, mudem.

Contudo, levar esta discussão mais a fundo, parece-me (sempre) bem. ;)


Comentar post

mais sobre mim
cavalgadas recentes

Álbum: raízes

hold on to your dream

O efeito Gabriela

Cindafuckin'rella, precis...

Sonata de Outono

Olá!

...

paradoxos, incongruências...

espreitar

não gosto

ás vezes

O supremo verbo da humani...

as coisas que eu ouço

e esse Natal, como foi ?

Albúm de fotografias

reencarnação deferida

retratos da vida a 2

Toc Toc ?

leva-me aos fados

in a dark place #1

comentários recentes
A perda não foi minha. Esta, pelo menos. Mas um di...
Vive-se segurando a dor na dor dos outros. Tentand...
ah pois é! :)
ahhhh... a bela juventude!!! :P
e tu achas que eu não penso nisso? tenho mais medo...
porque alguém - Walt Disney?! - nos disse que para...
a ver por algumas parideiras que por aí e por aqui...
sim, se assim não fosse a humanidade não existia. ...
Maria, obrigada por leres o nosso blog. Beijinhos
Qual é o supremo verbo da humanidade, parir?!...Se...
outras cavalgadas
cavalgadas arquivadas
subscrever feeds