Sexta-feira, 21 de Maio de 2010

O primeiro dia do que resta das nossas vidas.

 

(perturbador. muito perturbador.)



publicado por Brunhild às 16:56 | link do post | comentar

3 comentários:
De Ortlinde a 24 de Maio de 2010 às 09:24
Certa vez vi um documentário sobre a recruta destes jovens para o serviço militar. È impressionante. São miúdos apanhados nas ruas e à porta de casa. São aliciados por uma campanha agressiva, promessas de melhores condições de vida e remunerações muito acima da média americana. São empurrados para a morte.


De Brunhild a 24 de Maio de 2010 às 10:24
Sim, eu tb vi... E sim, eles escolhem "alvos fáceis". Mas só nos lavam o cérebro se nós deixarmos (ou seja, se não temos o hábito de o usar...). É o reverso da medalha do (exacerbado) patriotismo dos norte-americanos. Porque a verdade é uma: ninguém os obriga.

Eu não consigo entender é a guerra. Como é que alguém dá ordem para matar e consegue pousar a cabeça na travesseira e dormir.
Não há justificação possível. É coisa de homens?!

Tentem explicar a guerra a uma criança... duvido que ela consiga entender...


De Brunhild a 24 de Maio de 2010 às 10:25
(estão à vontade para me chamar de ingénua, idealista e outras coisas que tais porque eu já estou habituada. e não me importo.)


Comentar post

mais sobre mim
cavalgadas recentes

Álbum: raízes

hold on to your dream

O efeito Gabriela

Cindafuckin'rella, precis...

Sonata de Outono

Olá!

...

paradoxos, incongruências...

espreitar

não gosto

ás vezes

O supremo verbo da humani...

as coisas que eu ouço

e esse Natal, como foi ?

Albúm de fotografias

reencarnação deferida

retratos da vida a 2

Toc Toc ?

leva-me aos fados

in a dark place #1

comentários recentes
A perda não foi minha. Esta, pelo menos. Mas um di...
Vive-se segurando a dor na dor dos outros. Tentand...
ah pois é! :)
ahhhh... a bela juventude!!! :P
e tu achas que eu não penso nisso? tenho mais medo...
porque alguém - Walt Disney?! - nos disse que para...
a ver por algumas parideiras que por aí e por aqui...
sim, se assim não fosse a humanidade não existia. ...
Maria, obrigada por leres o nosso blog. Beijinhos
Qual é o supremo verbo da humanidade, parir?!...Se...
outras cavalgadas
cavalgadas arquivadas
subscrever feeds