Segunda-feira, 21 de Junho de 2010

autor desconhecido

 

 

Carrego um passado demasiado pesaroso que me impede de agir, no momento.

No presente, vivo perseguida pela necessidade de me proteger, enquanto procuro uma certeza que tu não me podes dar. Ninguém pode.

 

Eu deveria saber, melhor do que ninguém, o quanto a inacção pode magoar.

Desculpa. Eu sei o quanto dói cada embate teu no muro da minha aparente indiferença.

Gelo que me invade por gostar de ti. Provocado pelo medo de vir a gostar demasiado.

 

Não fazes ideia do que sinto quando me sorris, quando depositas o teu longo beijo na minha a face, quando me abraças, quando me afastas para desvendares os segredos que os meus olhos guardam e que o meu sorriso esconde.

Não tens como saber porque eu não sou capaz de to dizer.

Nem mesmo quando o teu olhar, a cada despedida, me dilacera por dentro. Olhar que passo a carregar todos os minutos, durante dias.

 

Talvez um dia o teu cheiro me traia. Um dia antes do dia em que alguém, mais acessível, te ganha.

Um dia em que o meu apelo te dirá tudo aquilo que não digo: Não vás, fica comigo.



publicado por Brunhild às 14:41 | link do post

De atrair mulheres a 7 de Julho de 2010 às 14:33
mereceu um pequeno suspiro... hoje me sinto assim também!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
cavalgadas recentes

Álbum: raízes

hold on to your dream

O efeito Gabriela

Cindafuckin'rella, precis...

Sonata de Outono

Olá!

...

paradoxos, incongruências...

espreitar

não gosto

ás vezes

O supremo verbo da humani...

as coisas que eu ouço

e esse Natal, como foi ?

Albúm de fotografias

reencarnação deferida

retratos da vida a 2

Toc Toc ?

leva-me aos fados

in a dark place #1

comentários recentes
A perda não foi minha. Esta, pelo menos. Mas um di...
Vive-se segurando a dor na dor dos outros. Tentand...
ah pois é! :)
ahhhh... a bela juventude!!! :P
e tu achas que eu não penso nisso? tenho mais medo...
porque alguém - Walt Disney?! - nos disse que para...
a ver por algumas parideiras que por aí e por aqui...
sim, se assim não fosse a humanidade não existia. ...
Maria, obrigada por leres o nosso blog. Beijinhos
Qual é o supremo verbo da humanidade, parir?!...Se...
outras cavalgadas
cavalgadas arquivadas
subscrever feeds