Quinta-feira, 10 de Setembro de 2009

 

 

Se eu pudesse, mudava-me para esta música, de malas e bagagens. Música que é do meu tempo. Do tempo em que as mulheres, quando eram beijadas, levantavam a perninha. Lembram-se? Também é do vosso tempo?...

 

 


Some day, when I'm awfully low,
When the world is cold,
I will feel a glow just thinking of you...
And the way you look tonight.

Yes you're lovely, with your smile so warm
And your cheeks so soft,
There is nothing for me but to love you,
And the way you look tonight.

With each word your tenderness grows,
Tearing my fear apart...
And that laugh that wrinkles your nose,
It touches my foolish heart.

Lovely ... Never, ever change.
Keep that breathless charm.
Won't you please arrange it ?
'Cause I love you ... Just the way you look tonight.



publicado por Brunhild às 12:52 | link do post | comentar

3 comentários:
De Ortlinde a 10 de Setembro de 2009 às 15:15
é sempre do nosso tempo quando é um beijo bem dado.


De Brunhild a 10 de Setembro de 2009 às 15:30
It's a bingo! ;)


De Ortlinde a 10 de Setembro de 2009 às 16:01
pior que um homem de meias brancas é um homem que não sabe beijar.


Comentar post

mais sobre mim
cavalgadas recentes

Álbum: raízes

hold on to your dream

O efeito Gabriela

Cindafuckin'rella, precis...

Sonata de Outono

Olá!

...

paradoxos, incongruências...

espreitar

não gosto

ás vezes

O supremo verbo da humani...

as coisas que eu ouço

e esse Natal, como foi ?

Albúm de fotografias

reencarnação deferida

retratos da vida a 2

Toc Toc ?

leva-me aos fados

in a dark place #1

comentários recentes
A perda não foi minha. Esta, pelo menos. Mas um di...
Vive-se segurando a dor na dor dos outros. Tentand...
ah pois é! :)
ahhhh... a bela juventude!!! :P
e tu achas que eu não penso nisso? tenho mais medo...
porque alguém - Walt Disney?! - nos disse que para...
a ver por algumas parideiras que por aí e por aqui...
sim, se assim não fosse a humanidade não existia. ...
Maria, obrigada por leres o nosso blog. Beijinhos
Qual é o supremo verbo da humanidade, parir?!...Se...
outras cavalgadas
cavalgadas arquivadas
subscrever feeds