Quarta-feira, 11 de Novembro de 2009

Por favor, enviem-me, com urgência, uma caneta vermelha. Das que escrevam. Das outras tenho bastantes.

Este pedido pode ser estranho aos vossos olhos, mas tem fundamento.

A caneta vermelha é objecto fundamental para que possa desempenhar em pleno as minhas funções. Na verdade, é tudo do que preciso. Sou uma valquíria simples, já deviam saber. O computador pode ficar infectadinho de vírus (será que a Gripe A já chegou aos computadores?!), a calculadora pode ficar sem pilhas, a dedeira pode ficar gasta e deixar de agarrar as folhas... Só não me pode faltar a caneta vermelha! Porque sem ela, nada faço.

E ajudava que fosse uma que escrevesse bem, porque esta que tenho está sempre a encravar. Eu até já tentei a técnica tão milenar quanto infalível de bafejar a ponta (cof cof), mas, curiosamente, não resultou. E, de cada vez que ela encrava, eu distraío-me. Resultado: uma grande falta de concentração e consequente quebra da produtividade.

Assim, pedia encarecidamente que me fizessem chegar, assim que possível, uma canetinha vermelha que escrevesse bem. É tudo o que vos peço.

 

Cumprimentos,

Brunhild



publicado por Brunhild às 17:45 | link do post | comentar

3 comentários:
De bic - relações pubicas... a 11 de Novembro de 2009 às 18:58
achamos deveras estranho, sendo a cliente prezada que vossa excelência é, que nenhuma das nossas representadas, ao ser milenar e infalívelmente bafejada na ponta (cof cof), não tenha "tintado" qualquer coisinha... no entanto passarei a sua reclamação ao Controlo de Cualidade... decerto haverá por lá, uma canetinha vermelha, que ao contrário do habitual,... não queira levar uma "tampa"!!!

Atentamente,
natércio palhares


De Brunhild a 12 de Novembro de 2009 às 10:02
Sou a valquíria mais feliz do mundo! Ganhei um prémio, uma promessa de voluntariado e uma caneta vermelha que tinte. Tudo no mesmo dia! Eu, pobre valquíria, que nunca tinha ganho nada na vida. A não ser um chocolate em forma de guarda-chuva, da marca Regina, nos furas do Palácio de Cristal, há muito, muito tempo.
Sinto que nada me conseguirá parar a partir de agora.

Obrigada,
Brunhild


De Ex-Fura do Palácio de Cristal a 12 de Novembro de 2009 às 10:24
É com grande contentamento, distinção e sentido de dever cumprido, que recebemos a sua missiva, a qual muito apreciamos!!! Não só lhe pudemos proporcionar um momento de grande felicidade, como aprimoramos a sua acuidade visual, pois todos sabemos que aqueles nossos furos eram, malandrecamente fugidios,... os marotecos !!!

Continuaremos a tudo fazer para continuar na preferência da cliente prezada que vossa excelência é, inovando a cada dia sem nunca esquecer o nosso já secular lema Fuáe um fuiinho po dia´ Dá saúde e muits fuinhos !!!"

Com estima
Reginaldo Sequeira


Comentar post

mais sobre mim
cavalgadas recentes

Álbum: raízes

hold on to your dream

O efeito Gabriela

Cindafuckin'rella, precis...

Sonata de Outono

Olá!

...

paradoxos, incongruências...

espreitar

não gosto

ás vezes

O supremo verbo da humani...

as coisas que eu ouço

e esse Natal, como foi ?

Albúm de fotografias

reencarnação deferida

retratos da vida a 2

Toc Toc ?

leva-me aos fados

in a dark place #1

comentários recentes
A perda não foi minha. Esta, pelo menos. Mas um di...
Vive-se segurando a dor na dor dos outros. Tentand...
ah pois é! :)
ahhhh... a bela juventude!!! :P
e tu achas que eu não penso nisso? tenho mais medo...
porque alguém - Walt Disney?! - nos disse que para...
a ver por algumas parideiras que por aí e por aqui...
sim, se assim não fosse a humanidade não existia. ...
Maria, obrigada por leres o nosso blog. Beijinhos
Qual é o supremo verbo da humanidade, parir?!...Se...
outras cavalgadas
cavalgadas arquivadas
subscrever feeds