Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Já devem andar desconfiados, os amantes regulares d' A Cavalgada, que a profissão de Brunhild é para lá de interessante. E não! Não sou professora!

Portanto, já não me bastava a boa disposição natural com que acordo, dada a enorme vontade que sinto de regressar ao meu local de trabalho e desempenhar estas tarefas mentalmente estimulantes, agora também tenho que aturar a filha do patrão! Uma fedelha de 26 anos, no pico da arrogância de quem começa (faz questão!) a ser tratada por doutora, que acha que sabe tudo sobre como gerir uma empresa, só porque é licenciada em Gestão... de Recursos Humanos!

 

Eu podia aproveitar para fazer considerações diversas, podia... Considerações sobre a mentalidade do português em geral e do empresário português em particular (tema recorrente); Sobre a importância da educação na formação do ser humano (quer a educação dada na escola, quer a educação dada em casa...); Sobre o tecido empresarial português; Sobre a crise económica e sobretudo financeira; Sobre o papel dos profissionais da minha classe - o faz-tudo e sabe-tudo - no tecido empresarial português; E sobre tantas outras coisas... Mas não vou fazê-lo.

E não o faço basicamente porque... me doem os pés. Já não bastava andarem-me a apertar os calos do cérebro, as malditas das botas novas, as tais que foram feitas para andar, alegadamente!, apertam-me os calos dos pés.

 

Valha-me pelo menos a caneta vermelha e o concerto do Furtadinho logo à noite...

 



publicado por Brunhild às 12:12 | link do post | comentar

mais sobre mim
cavalgadas recentes

Álbum: raízes

hold on to your dream

O efeito Gabriela

Cindafuckin'rella, precis...

Sonata de Outono

Olá!

...

paradoxos, incongruências...

espreitar

não gosto

ás vezes

O supremo verbo da humani...

as coisas que eu ouço

e esse Natal, como foi ?

Albúm de fotografias

reencarnação deferida

retratos da vida a 2

Toc Toc ?

leva-me aos fados

in a dark place #1

comentários recentes
A perda não foi minha. Esta, pelo menos. Mas um di...
Vive-se segurando a dor na dor dos outros. Tentand...
ah pois é! :)
ahhhh... a bela juventude!!! :P
e tu achas que eu não penso nisso? tenho mais medo...
porque alguém - Walt Disney?! - nos disse que para...
a ver por algumas parideiras que por aí e por aqui...
sim, se assim não fosse a humanidade não existia. ...
Maria, obrigada por leres o nosso blog. Beijinhos
Qual é o supremo verbo da humanidade, parir?!...Se...
outras cavalgadas
cavalgadas arquivadas
subscrever feeds